Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Pombal adere ao Programa Criança Feliz do Ministério do Desenvolvimento Social
Início do conteúdo da página
Notícias de Pombal

Pombal adere ao Programa Criança Feliz do Ministério do Desenvolvimento Social

Publicado: Quinta, 09 de Março de 2017, 14h27 | Última atualização em Domingo, 12 de Março de 2017, 11h22
imagem sem descrição.

A Prefeitura de Pombal aderiu ao Programa Criança Feliz, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), e deverá atender, inicialmente, crianças entre zero e três anos de idade através do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) do município.

A solenidade aconteceu nesta quarta-feira (8), no Centro de Formação de Educadores de Mangabeira, em João Pessoa, e contou com a presença do ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.

O Prefeito de Pombal, Dr. Abmael Lacerda esteve presente na companhia da secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social Mayenne Bandeira assinando o termo de adesão.

“Este programa é um complemento do bolsa família no sentido de aperfeiçoar o atendimento e os cuidados das crianças pequenas já atendidas pelo bolsa família, desde e a gestação, até o terceiro ano de vida.

As visitas serão semanais com orientações para a família proporcionar para a criança o melhor desenvolvimento possível para atingir uma escolaridade maior e ajudar a família a sair da pobreza a longo prazo, entre outras vantagens essa é uma das mais importantes”, explicou o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.

 

Programa Criança Feliz

O programa tem como objetivo promover o desenvolvimento integral das crianças até os três anos de idade. Esse período é considerado vital para o desenvolvimento das funções cognitivas das crianças.

Por meio de visitas domiciliares às famílias participantes do Programa Bolsa Família, as equipes do Criança Feliz farão o acompanhamento e darão orientações importantes para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e estimular o desenvolvimento infantil.

Os visitadores serão capacitados em diversas áreas de conhecimento, como saúde, educação, serviço social, direitos humanos, cultura etc.

Para participar do programa, é preciso manter os dados no Cadastro Único atualizados, principalmente quando há grávidas e crianças de até três anos na família.

registrado em:
Fim do conteúdo da página